Minha lista de blogs

  • O DONO DE TEU CORPO - Sou obediente ao Meu Senhor, e sou muito feliz por esta oportunidade... Tenho fome de teu desejo, sede de tuas ordens, tenho prazer na tua satisfação. ...
    Há 4 anos

A dominação

"A dominação plena não é feita pelo poder do chicote (essa é momentânea)...E,sim,pela entrega do coração e da mente (essa é eterna)..."

Páginas

Master Price - BDSM

Minha foto
GOIÂNIA, GOIÁS, Brazil
Da confiança Um Mestre deve confiar em você tanto quanto você nele. Confiança é um ingrediente fundamental na prática SM, e esta é irmã da sinceridade. Jamais minta para seu Dominador. Seja sempre verdadeiro quando falar, agir ou sentir. Estas serão armas poderosas que seu Mestre terá para lhe dar prazer, e ao que tudo indica, telepatia ainda não é a forma mais eficiente de comunicação da atualidade. Seja sempre objetivo, e não tema em colocar os pontos mais delicados que possam surgir. Se ele for um verdadeiro Mestre saberá separar as críticas das atitudes desrespeitosas de sua parte, e ambos ganharão. Um verdadeiro Senhor não sente necessidade de ser temido. Seu Senhor tem todo o direito de lhe omitir informações que julgue desnecessárias, mas não aceite que minta. Converse a respeito se estiver em dúvida. De tua mente e de tua dedicação,para que meu chicote seja meu verso e minhas cordas tua prisão. De teu desejo e de tua intimidade, para que teu prazer seja meu prazer e minha dominação tua felicidade.

Pesquisar este blog

terça-feira, 23 de março de 2010

TEIA DE SEDUÇÃO

Era noite, despida de roupa à espera de joelhos ao seu mestre queria usá-la. Ele saiu da sala e depois de um tempo voltou com uma corda. Ele fez um gesto com a mão e ela levantou-se, tal como se ele tivesse poderes mágicos sobre ela, enquanto ela levantou a mão incorporada com uma sutileza e uma quase deu a entender como a levitação, da beleza absoluta. Seus olhos brilhavam de felicidade, que o gesto deu. Era o momento que ele desejava.

Ele puxou os cabelos com ambas as mãos e ergueu-a, e ela permaneceu imóvel, como se o tempo tivesse parado, as mãos atrás da cabeça, à espera de seu doce tortura. Ele pegou o queixo em uma tentativa de olhar nos olhos dela, ela parecia não impassível, mas o seu sorriso traído. ela estava feliz. Então ele pegou a seqüência mais longa e começar a desenhar com nós e laços, o aperto é certo, levando-a refém para o uso. Ela ficou imóvel antes de o confronto e tensão das cordas, cada vez que retornar à sua posição original, sem um gemido, sem um gesto, só que era complacente olhar perdido no infinito, e um lindo sorriso nos lábios.

Apenas tocando em suas mãos, ela sabia para deixar seu cabelo para baixo e deixá-la com as mãos amarradas atrás das costas. Era como ver um véu voando, levado pelo vento, o movimento tão suave, quase imperceptível, foi lindo. Ele pegou outra corda, amarrou suas mãos atrás das costas e com a mesma corda começou a vincular seus seios. Seu rosto ficou imóvel, olhando para baixo, perdido no horizonte, seus lábios sorriam, revelando a sua felicidade. Sexo muito mais trair sua excitação molhar suas coxas, cobrindo-os com um brilho sutil que a fez ainda mais bonito, se houver mais de beleza.

Ele acariciou seu rosto, e ela, como um gatinho, esfregou seu rosto pela mão e beijou-a delicadamente. Então com um movimento brusco a pegou pelo pescoço e forçou-a a ajoelhar-se e desfrutar da deliciosa refeição que foi oferecido. Aqueles lábios comeu, comeu, ficou encantado com a boca ficou o seu tesouro mais precioso, o prazer de seu mestre, eu bebia com ele, e só então olhei nos olhos dele. Nunca foi tão grato em um piscar de olhos.

Aqueles peitos em tensão, dor, vermelhidão, ofereceu-se para receber dor, ela só havia gratidão em seus olhos, só um pequeno gemido escapou de ousar trairSalvar como rascunho a sua boca o prazer que sentia naquela dor. Era como se rasgando, a dor tão intensa e deliciosa a levou a tocar o céu, e caiu exausto no pé do seu Mestre, fechando os olhos e deixar fora de sua boca um "thank you my love" misturado com saliva. Seu amor chegou baixo e alisou o cabelo e beijou seus lábios, enquanto sua alma estava dizendo a si mesmo "por causa de você, minha querida."

DOM YASSER

Nenhum comentário:

Postar um comentário