Minha lista de blogs

  • O DONO DE TEU CORPO - Sou obediente ao Meu Senhor, e sou muito feliz por esta oportunidade... Tenho fome de teu desejo, sede de tuas ordens, tenho prazer na tua satisfação. ...
    Há 4 anos

A dominação

"A dominação plena não é feita pelo poder do chicote (essa é momentânea)...E,sim,pela entrega do coração e da mente (essa é eterna)..."

Páginas

Master Price - BDSM

Minha foto
GOIÂNIA, GOIÁS, Brazil
Da confiança Um Mestre deve confiar em você tanto quanto você nele. Confiança é um ingrediente fundamental na prática SM, e esta é irmã da sinceridade. Jamais minta para seu Dominador. Seja sempre verdadeiro quando falar, agir ou sentir. Estas serão armas poderosas que seu Mestre terá para lhe dar prazer, e ao que tudo indica, telepatia ainda não é a forma mais eficiente de comunicação da atualidade. Seja sempre objetivo, e não tema em colocar os pontos mais delicados que possam surgir. Se ele for um verdadeiro Mestre saberá separar as críticas das atitudes desrespeitosas de sua parte, e ambos ganharão. Um verdadeiro Senhor não sente necessidade de ser temido. Seu Senhor tem todo o direito de lhe omitir informações que julgue desnecessárias, mas não aceite que minta. Converse a respeito se estiver em dúvida. De tua mente e de tua dedicação,para que meu chicote seja meu verso e minhas cordas tua prisão. De teu desejo e de tua intimidade, para que teu prazer seja meu prazer e minha dominação tua felicidade.

Pesquisar este blog

domingo, 30 de janeiro de 2011

Carta do Marquês

Uma mulher se torna deusa em couro negro

Quando lhe bato, com o chicote

E a beijo

E a baixo

E a vivo

E a reviro

Sussurro em teus ouvidos:

Grite baixo...

Uma mulher se torna deusa em ligas negras

Quando totalmente se entrega

Aos meus pés

E me beija

E me abraça

E me acaricia

Cicio em seus ouvidos

Grite baixo...

Esse é seu cio

Esse é seu vicio

Esse é seu cio

Esse é meu vicio

Uma mulher se torna deusa com vendas negras

Quando lhe domino

Com o meu prazer

E te beijo

E te abraço

E te sussurro

Sussurro em teus ouvidos!

Grite alto

Esse é seu cio

Esse é seu vicio

Esse é seu cio

Esse é meu vicio

Um exercício de virtude

Uma atitude ritual

Fazer amor entre as pedras

Fazer amor em veludo

Fazer o amor em tudo

Amor sobre-tudo Com você

DOM YASSER

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Adicionar imagemPodolatria
Cheiro... Cheiro de cio... Tesão invade. Ajoelhada, beijas meus pés, Mãos enlaçam, massageiam... Tua língua molhada e quente Vasculha meus dedos... Saliva se espalha... Seu desejo se apresenta Seu olhar perde-se em viagem... Seu prazer a latejar!!! Mel, chantilly, geléia... Meus pés te lambem, adocicados. Tu te aconchegas. Percorro tua pele, passo a passo... Piso teu sexo... Esmago mamilos... Tapete está. Tapete tu és Gemes, sorris! Derramas teu gozo... Entre meus pés

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

domingo, 16 de janeiro de 2011

sub-myra

Vens completamente submissa Satisfazer-me os caprichos, Sou Senhor das tuas vontades! Quero muito fazer-te sofrer, E apenas para meu bel-prazer Fazer de ti um brinquedo. E tu, o minha reles escrava, Serás severamente castigada Se te atreves a tocar-me! Rasteja a meus pés em adoração febril, Lambe-me as botas l E prova que és o menina do Dono… Enquanto todos se divertem ela chora, Relembra de tudo que já passou E sabe porque não se vai embora… Eu sei que ela tenta e tenta ser feliz, Mas tudo o que consegue é dizer o que não diz! Quando volta a tentar já passou a hora… “Não vás ainda! Fica só mais um pouco!” Soa então, a voz cruel do DONO. E ela gira na roda, na roda a bailar. Nestas voltas da vida, onde irá parar?

Anda cá cadelinha

Anda cá cadelinha
És a minha escrava submissa e só a mim pertences. Não tens vontade própria, és o meu brinquedo… Eu sou o predador e tu a presa, a presa indefesa perante o meu poder. Curvas-te a meus pés, implorando o castigo que mereces por seres rebelde. Sei das tuas vontades e dos teus gostos e domino-os! Altivo e implacável, faço do mulher uma prisioneira, uma serva, uma dependente da minha autoridade. Eu sei que tu sempre voltarás a rastejar por mais….
Anda cá cadelinha, vem ao Dono! Vou cuidar de ti…
DOM YASSER